• image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image
  • image

 

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género – ICIEG, Apresenta A Agenda Comum de Género de São Miguel, publicamente

agenda SMiguel A Agenda Comum de Género de São Miguel, resultado do trabalho desenvolvido ao longo de um ano por um grupo de mulheres candidatas às eleições autárquicas de 2011, foi apresentada naquele município do interior de Santiago no dia 05 de Outubro.

A Agenda, que tem como propósito promover a participação política das mulheres nas esferas da tomada de decisão, “é o resultado de um amplo processo participativo que foi desenvolvido com as comunidades, onde foram recolhidas informações, sempre com enfoque no género”.

O trabalho foi realizado no período de um ano e durante o qual, através do diagnóstico comunitário que foi realizado nas comunidades de São Miguel foram identificados vários problemas, a destacar a fraca participação política das mulheres, sobretudo nas esferas de decisão, foram também identificados problemas a nível de educação e da saúde.

“Além disso foi identificado os problemas que estão relacionados com os homens, nas questões relacionadas com a saúde a questão do alcoolismo, sendo este uma questão pertinente e que precisa ser resolvida.

Foram identificadas as demandas que precisam ser respondidas a esses níveis, tanto na educação, na saúde, no que concerne à participação das mulheres na tomada de decisão.

A agenda, que foi apresentada, está organizada em sessões que abordam as principais prioridades, nomeadamente, o empoderamento económico, a participação da mulher na política e na tomada de decisão, a questão da educação, da saúde e também da violência baseada no género.

É um projecto do Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), que abrange os municípios de São Miguel e da Praia e que contou com a parceria da Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Género e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres).

A coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ulrika Richardson, que esteve presente na apresentação da Agenda, considerou que o documento vai ser “absolutamente fundamental para promover e dar um impulso à mobilização de mais mulheres na política”.

A cerimónia contou ainda com a presença da representante do ICIEG, Elsa Fortes, e o presidente da Câmara Municipal de São Miguel, João Duarte.