Noticias

Tributo do ICIEG à Isaura Gomes 1ª Mulher Deputada em Cabo Verde – Capa de Agenda 2019

Conheça um pouco mais da sua história e carreira conforme relatada na agenda 2019.

Isaura Gomes, nascida em 22 de fevereiro de 1944, ou "Zau", como é carinhosamente chamada é mãe de quatro filhos, vem de uma família humilde, mãe vendedora no mercado e pai, que nunca conheceu, contrabandista de café.

Concluiu o ensino secundário como a melhor aluna da sua turma. Isaura é farmacêutica, formou-se na Faculdade de Coimbra, em 1967 e cedo começou a dar passos na vida política, lutando contra a ditadura.

Depois de se formar em 1967, trabalhou em Portugal brevemente antes de retornar a Cabo Verde em 1970.

Depois de retornar a Cabo Verde, liderou as atividades secretas do Partido Africano da Independência de Cabo Verde em São Vicente; na década de 1980, Isaura Gomes foi uma importante figura para o desenvolvimento do sistema de saúde de Cabo Verde, a ela, o Mindelo deve o primeiro laboratório de análises clínicas do país, atuando como diretora nacional de farmácias e treinando seus técnicos de laboratório e farmácia, onde também se fizeram muitas reuniões políticas.

Também foi importante em meados da década de 1980 para ajudar a garantir o reconhecimento internacional à cantora cabo-verdiana Cesária Évora.

Em 1989, abriu seu próprio laboratório clínico e farmácia. De 1997 a 2003, foi presidente da Associação de Mulheres Empresárias de Cabo Verde e, em 2001, foi presidente da Federação de Associações de Promoção da Mulher de Cabo Verde.

Entre 1975 e 1981, foi a primeira e única deputada do partido, gerando um avanço na questão dos direitos das mulheres dentro do partido.

No meio de 56 homens, estava Isaura Gomes a única mulher. Também ajudou a fundar a Organização Nacional das Mulheres de Cabo Verde, onde foi fundamental para aprovação da lei do aborto.

Em 2004, tornou-se Presidente da Camara Municipal de São Vicente, sendo a primeira Presidente eleita em Cabo Verde; em 2005, ingressou no Movimento para a Democracia, e em 2008 foi reeleita Presidente. Em 2011, renunciou ao cargo de vereadora, afirmando que a renúncia era motivada por motivos de saúde.

#ICIEG
#MulheresDeFibras
#Força_de_uma_Mulher
#MarçoMêsDasMulheres